O que é a gordura no fígado? Conheça a esteatose hepática e suas causas.

A Esteatose hepática, popularmente conhecida como “Gordura no Fígado”, é um problema de saúde que acontece quando as células do fígado são infiltradas por células de gordura. É normal haver presença de gordura no fígado, no entanto quando este índice chega a 5% ou mais o quadro deve ser tratado o mais brevemente possível.

Estima-se que quase um terço da população brasileira sofra de esteatose hepática não alcoólica – popularmente conhecida como gordura no fígado. Esse problema pode desencadear doenças graves como cirrose e câncer. E, apesar de não apresentar sintomas claros, existe solução.

Existem duas classificações de Esteatose Hepática, que têm causas diferentes.

Alcoólicas: provocadas pelo consumo excessivo de álcool (regular ou esporádico)

Não alcoólicas: provocadas por hábitos e estilos de vida inadequados.

Esteatose hepática alcoólica

A esteatose hepática alcoólica se desenvolve em pessoas que bebem com muita frequência, principalmente pessoas que sofrem com alcoolismo.

 

O excesso de peso é hoje uma das maiores causas do problema. Para se ter uma ideia, 60% das pessoas que sofrem com gordura no fígado são obesas. No entanto, pode ocorrer por diversos quadros, tais como:

Sobrepeso e obesidade

Hepatites virais (como a hepatite B e a hepatite C)

Diabetes

Resistência à insulina

Triglicérides alto

Colesterol alto

Perda ou ganho muito rápidos de peso

Uso de medicamentos como corticoides, estrógeno, amiodarona, anti retrovirais, diltiazem e tamoxifeno

Pessoas com inflamações crônicas do fígado devido a outras doenças.

 

Fatores de risco:

Mulheres parecem ter um risco maior de desenvolver excesso de gordura no fígado, uma vez que o hormônio estrógeno, produzido naturalmente pelo corpo feminino, facilita o acúmulo de gordura.

 

Outros fatores de risco são:

Síndrome do ovário policístico

Hipotireoidismo

Síndrome metabólica

Apneia do sono

Acúmulo de gordura abdominal.

 

Sintomas frequentes

A Esteatose Hepática, nos quadros leves, não apresenta sintomas específicos. Nos quadros intermediários a pessoa percebe os seguintes sinais

Dor no abdômen;

Cansaço;

Fraqueza;

Perda de apetite;

Aumento do fígado;

Barriga inchada;

Dor de cabeça constante.

 

Diagnóstico

O diagnóstico da Esteatose Hepática Não Alcoólica é feito por meio de exames de rotina, laboratoriais e/ou de imagem, realizamos os exames no hospital.

Consultas e Agendamentos